Intro

Bem vindo ao blog Cuiqueiros, um espaço exclusivamente dedicado à cuica – instrumento musical pertencente à família dos tambores de fricção – e aos seus instrumentistas, os cuiqueiros. Sua criação e manutenção são fruto da curiosidade pessoal do músico e pesquisador Paulinho Bicolor a respeito do universo “cuiquístico” em seus mais variados aspectos. A proposta é debater sobre temas de contexto histórico, técnico e musical, e também sobre as peculiaridades deste instrumento tão característico da música brasileira e do samba, em especial. Basicamente através de textos, vídeos e músicas, pretende-se contribuir para que a cuica seja cada vez mais conhecida e admirada em todo o mundo, revelando sua graça, magia, beleza e mistério.

(To best view this blog use the Google Chrome browser)

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Antiga técnica de execução

*por Marcello Sudoh e Paulinho Bicolor

Desde o início da década de 1930, chegando até a década de 1950, várias ilustrações publicadas em diversos jornais e revistas retrataram a cuíca sendo tocada sem que o instrumentista comprimisse a região central da pele, próxima ao "umbigo", conforme fazemos atualmente para extrair as notas agudas. Os exemplos destacados no slide abaixo apresentam os cuiqueiros segurando seus instrumentos debaixo do braço, com a boca da cuíca virada pra frente e a pele para trás, exatamente na direção oposta de como posicionamos o instrumento hoje.



Conforme já mencionado em uma postagem sobre a evolução sonora da cuíca, essa antiga técnica de execução permitia que apenas as notas graves fossem executadas, tendo como função marcar o tempo binário do samba. Uma prova muito evidente disso se encontra no trecho do filme That night in Rio que reproduzimos abaixo, uma comédia musical lançada em 1941, com a cantora Carmen Miranda entre os protagonistas do elenco. Vemos claramente o cuiqueiro (cujo nome ainda não identificamos) executar a cuíca desse jeito antigo, que deixaria de ser utilizado na medida em que se firmava a técnica que utilizamos atualmente.

.

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Mapeamento das informações relativas à cuíca disponíveis em fontes bibliográficas

Há cerca de um ano, nosso blog foi enriquecido com uma postagem sobre a dissertação de mestrado do amigo Rafael Galante, que contribui imensamente para o aprofundamento do que se conhece sobre a cuíca e, num sentido mais amplo, sobre a família instrumental dos tambores de fricção de um modo geral. 

Agora, tenho a alegria de compartilhar a pesquisa de mestrado que desenvolvi no Programa de Pós-graduação em Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, sob orientação da professora Regina Meirelles, e que também traz a cuíca como objeto de estudo. 

Nesse trabalho eu procurei fazer um mapeamento das informações sobre a cuíca que se encontram registradas em livros, dicionários, enciclopédias, artigos científicos, teses e dissertações. Consegui reunir ao todo mais de trezentas e cinquenta fontes de dados, das quais 154 serviram efetivamente às etapas mais trabalhosas da pesquisa, que envolveram um processo de categorização das informações por correspondência temática e, em seguida, a análise dos dados com base em determinados critérios de avaliação. 

Pretendo fazer novas postagens abordando os pontos mais significativos dos resultados obtidos, mas quem quiser se adiantar e já conhecer o trabalho na íntegra, basta clicar AQUI

É fato que trabalhos acadêmicos não costumam ser um tipo de leitura muito agradável. No primeiro capítulo, por exemplo, trato da metodologia que utilizei para a realização da pesquisa, um tipo de assunto muitas vezes cansativo. Mas acredito que o segundo e o terceiro capítulos sejam mais interessantes, pois estão repletos de informações sobre variados aspectos e características da cuíca. Essa nuvem de palavras aqui embaixo contém os cem termos mais repetidos em todo esse conjunto e informações, dando uma dimensão resumida da diversidade de temas.  

.