Intro

Bem vindo ao blog Cuiqueiros, um espaço exclusivamente dedicado à cuica – instrumento musical pertencente à família dos tambores de fricção – e aos seus instrumentistas, os cuiqueiros. Sua criação e manutenção são fruto da curiosidade pessoal do músico e pesquisador Paulinho Bicolor a respeito do universo “cuiquístico” em seus mais variados aspectos. A proposta é debater sobre temas de contexto histórico, técnico e musical, e também sobre as peculiaridades deste instrumento tão característico da música brasileira e do samba, em especial. Basicamente através de textos, vídeos e músicas, pretende-se contribuir para que a cuica seja cada vez mais conhecida e admirada em todo o mundo, revelando sua graça, magia, beleza e mistério.

(To best view this blog use the Google Chrome browser)

sábado, 27 de dezembro de 2014

Percusión Brasileña [Fernando Marcon]

Essa postagem dá continuidade à série de publicações sobre metodologia de estudo da cuica, iniciada em julho de 2013 com o post Batuque é um Privilégio. Desta vez, apresento o método Percusión Brasileña, elaborado por Fernando Marcon, a quem agradeço a autorização de publicar o conteúdo referente à cuica. 

Além de informações e exercícios voltados ao nosso estimado instrumento musical, Marcon também aborda vários outros instrumentos significativos da percussão brasileira e apresenta um interessante "mapa musical do Brasil", descrevendo diversos gêneros de composição tradicionais de cada região do país. Natural de Piracicaba/SP, Marcon reside há muitos anos em Madri e publicou seu livro em espanhol, mas as informações sobre a cuica que ele apresenta estão aqui traduzidas para o português. Mais adiante estão os exercícios propostos para a prática do instrumento. Bons estudos! 

Cuica (ou Puitá)

“Os chamados 'tambores de fricção' são tradicionais na África: há o 'moshupiane', na África do Sul; o 'ingungu', na região Bantu; o 'dioulou-tama', na Guiné (...). Ainda que antigamente seu uso estivesse bastante difundido na Europa (Portugal, Espanha, França, Alemanha, Bélgica, etc.), hoje sua utilização é pequena nestes países.” fonte

Existem dois tipos de tambores de fricção, tomando como referência a posição da vareta em relação à pele (se esta é interna ou externa ao corpo do instrumento). Os tambores com a vareta externa são mais difundidos na Europa e os de vareta interna nos países africanos.

“A cuica (nome com que se conhece no Brasil) é um tambor de fricção com a vareta interna e seria procedente de Angola (onde se denomina puitá).” fonte

Originalmente era feita de madeira, mas atualmente é fabricada com diversos materiais como metal e acrílico. Possui uma pele de cabra presa em um dos lados e uma vareta de bambu fixada internamente no centro da pele. Existem verdadeiros mestres da cuica no Brasil, que sabem tocar melodias complexas com o instrumento. Sem dúvida, é um instrumento característico do samba, criando melodias improvisadas dentro do ritmo.

O som da cuica é produzido ao se friccionar uma das mãos na vareta com um pedaço de pano umedecido em água ou querosene (que dá mais aderência). Enquanto isso, a outra mão, com a ponta dos dedos médio e anular, aperta e solta a pele próximo de onde a vareta está amarrada, produzindo assim dois sons básicos: agudo e grave. 

Nota aguda: pressionar a pele
Nota grave: soltar a pele























.

2 comentários:

  1. alo chapa, esses audios não estão rodando. Teria como vc atualizar ou me passar?

    ResponderExcluir