Intro

Bem vindo ao blog Cuiqueiros, um espaço exclusivamente dedicado à cuica – instrumento musical pertencente à família dos tambores de fricção – e aos seus instrumentistas, os cuiqueiros. Sua criação e manutenção são fruto da curiosidade pessoal do músico e pesquisador Paulinho Bicolor a respeito do universo “cuiquístico” em seus mais variados aspectos. A proposta é debater sobre temas de contexto histórico, técnico e musical, e também sobre as peculiaridades deste instrumento tão característico da música brasileira e do samba, em especial. Basicamente através de textos, vídeos e músicas, pretende-se contribuir para que a cuica seja cada vez mais conhecida e admirada em todo o mundo, revelando sua graça, magia, beleza e mistério.

(To best view this blog use the Google Chrome browser)

terça-feira, 8 de março de 2011

O cuiqueiro e a passista

Durante o carnaval, talvez não exista um momento mais especial para um cuiqueiro do que ser fotografado ou filmado, tocando ao lado de uma bela passista durante o desfile de sua escola de samba.

A imagem dessa dupla já está gravada no imaginário coletivo e embora não seja muito citada, tem uma representação bastante significativa dentro da cultura carnavalesca. Não tanto quanto outras personagens como o mestre-sala e a porta-bandeira, o rei Momo ou as baianas, mas a reverência dos cuiqueiros às passistas, tocando agachados enquanto elas sambam, é uma cena obrigatória no roteiro de qualquer filme sobre o carnaval das escolas de samba.
Os cuiqueiros estão sempre sorrindo, alguns até fazem umas caretas engraçadas... e elas, as passistas, dispensam qualquer comentário. É impossível dizer quando essa história começou, mas o fato é que cuiqueiros e passistas formam um par perfeito!

Quando falei que a imagem dessa dupla é bastante representativa, me refiro, por exemplo, a o que a foto na capa do jornal argentino Olé diz melhor do que qualquer palavra.

Jornal Olé (junho de 2006)
Essa foi a capa de uma das edições durante a copa do mundo realizada na Alemanha. É claro que a frase "o mais grande do mundo" se refere à seleção brasileira penta-campeã, mas é também uma brincadeira com o "pandeiro" um tanto quanto avantajado em primeiro plano. Não quero discutir aqui o caráter desse trocadilho, mas como hoje é o Dia Internacional da Mulher, acho importante chamar atenção para a banalização, ou melhor, "bundalização" da imagem das mulheres, principalmente no universo do samba, o que infelizmente parece não ter fim. Bom, mas isso dá muito pano pra manga e como este Blog se chama CUIQUEIROS, voltemos ao nosso principal assunto. Na foto, ele está logo atrás, tocando agachado e fazendo uma careta engraçada. Esse estereótipo de cuiqueiro é bacana porque tem um aspecto alegre, que se completa com a sonoridade da cuíca, muitas vezes utilizada de maneira cômica. Mas por outro lado, me preocupa o fato dessa imagem "folclorizada" ser determinante em tudo que se refere à cuica e aos cuiqueiros. A dedicação que este instrumento exige, a manutenção, a dificuldade de se tirar um belo som e tudo mais que o tornam tão especial ficam à margem diante dessas imagens superficiais, que mostram apenas um momento curto, ainda que de alegria, mas que não contemplam o quanto a nossa relação com a cuica é maior do que isso.

Bom minha gente, mas tocar sorrindo e fazendo caretas engraçadas também faz parte da vida de cuiqueiro e as palavras escritas acima não sugerem que isso mude. Quanto às questões pertinentes à cuica que não são divulgadas, ficando apenas esse estereótipo de cuiqueiro, aí sim este Blog pretende fazer alguma coisa. Divulgar a cuica nas suas questões mais diversas e fazer deste instrumento cada vez mais respeitado e admirado é, certamente, o que todos nós cuiqueiros queremos. 

Vamos em frente! Até a próxima...
___________________________________________________

Ps.: Parabéns à todas as cuiqueiras pelo dia das mulheres!  

5 comentários:

  1. Saudações quilombolas,muito axé e parabéns a todos os cuiqueiros e passista deste universo chamado samba. Deixo um forte abraço, em especial aos cuiqueiros ! Pois sua presença não deixa dúvida sobre sua posição neste universo. Fica bem claro que todos podem ser sambistas sem ao menos saber o que representa ser um sambista.Ser cuiqueiro é diferente !

    ResponderExcluir
  2. Maravilhoso o blog e o texto simplesmente sensacional, sublime...Parabéns Bicolor !!!!

    ResponderExcluir
  3. PARABÉNS PAULINHO!! UM BELO TEXTO E MUITO BEM ELABORADO!!!! SAUDAÇÕES TRICOLORES!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. eu acho que o som da cuica tem uma frequencia que fala paras as mulheres...
    eu ja fui testimonho de cenas realmente obcenas, meninas quase fazendo sexo com a minha cuica!
    deve ser tudo questao de frequencia.

    ResponderExcluir